quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

CONSTRUÇÃO COM SUCATA: investigação, arte e brincadeira



Ao término do projeto “Coleção de tampinhas” no qual juntou-se mais de 1.000 unidades, uma pergunta se fez presente: o que faremos com as tampinhas? Essa inquietação fez com que as crianças precisassem decidir o que fazer com esse material. A primeira ideia foi construir uma fábrica. No entanto, ao procurar traduzir essa ideia, percebemos que  a intenção das crianças estava em divertir as tampinhas, o que fez com que o “projeto da fábrica” se transformasse em um parque de diversões chamado Tampinholândia.
O grupo explorou as tampinhas durante algumas semanas brincando nos cantos, depois resolveram classificá-las para organizá-las e pensaram como as utilizariam nessa construção.
Tiveram contato com alguns vídeos que mostraram como funcionam “engenhocas” e brinquedos que se movimentam construídos com materiais não estruturados, e colhemos algumas ideias possíveis.
A partir das ideias em comum fizemos um grande planejamento coletivo contendo quais brinquedos poderiam ser construídos bem como os materiais que seriam utilizados.
Depois de algumas rodas de conversa as crianças desenharam os projetos, separaram toda sucata trazida de casa por elas e também aquelas que conseguiram com a colaboração da comunidade escolar.
O objetivo era construir um parque de diversões para a coleção de tampinhas, investigando as possibilidades de cada material trabalhado (materiais recicláveis e outros) e as conexões entre eles (com fita crepe, cola quente, cola líquida, durex, fios etc) buscando reproduzir os movimentos de alguns brinquedos.
A brincadeira é pautada no percurso pelo qual passarão as tampinhas, com a possibilidade de criarem um brinquedo grande com um “circuito” em que as tampinhas se divertem. 

*Trabalho realizado em 2013.